Líderes Urdidores

Todos os anos, milhares de empresas fracassam. Algumas fecharam suas portas sem alarde, ainda solventes, mas incapazes de realizar lucro suficiente para que o negócio valesse a pena. Isto é apenas parte da história, porque existe um outro tipo de fracasso, que é a incapacidade de obter completo êxito, tanto possível como desejável. Em outras palavras, a empresa que por pouco não alcança seu pleno potencial. E aí surge a pergunta: “Por que?”

Sem usar o simplismo, uma das respostas plausíveis é: As empresas fracassam porque os líderes titubeiam. E os líderes hesitam porque não urdiram um enredo que privilegie a releitura dos conceitos e desafios da liderança para garantir a perenidade.

A realidade das organizações muda, o ambiente de negócios se modifica, a sociedade se transforma. Transitar pelo novo respeitando o legado e tendo como alicerce práticas e comportamentos sólidos, é um desafio constante para as empresas, especialmente aquelas que nasceram há muitos anos, em contexto bem diferente do atual.

Definir os caminhos é essencial

Cada negócio tem seus fundamentos, que devem ser mantidos e respeitados, mas há aspectos da cultura organizacional que demandam a intervenção assertiva de líderes urdidores que tecem uma cultura e disseminam valores como a solidariedade, a amizade, o respeito, o amor e a confiança como fatores de humanização dos ambientes de trabalho. Continue lendo